Abertas as inscrições para o grupo de orientação artística presencial coordenado por Ana Paula Cohen e Thiago Honório

Ana Paula Cohen e Thiago Honório organizam grupos de orientação artística em São Paulo desde 2016, partindo de análise de obras dxs participantes e de textos escolhidos, de proposições, dinâmicas e seminários críticos que se desdobram no decorrer do semestre como uma conversa com as práticas que vão sendo apresentadas. Uma experiência clínica, de muita troca e aprendizado para todxs.
Modelo: Presencial
Período: de 8 de agosto a 19 de dezembro
Dias: quintas-feiras das 14 às 17:30h 
Capacidade: 20 participantes (todxs presenciais)
valor R$600,00 mensais
Pré-requisitos: envio de portfólio (PDF) e carta de interesse até dia 12 de julho de 2024. 
Programa de bolsas: Serão oferecidas bolsas de 80% para artistas negrxs, indígenas e trans. Vagas limitadas.
Inscrição: até dia 12 de julho, envio de portfólio em PDF e carta de intenção através deste formulário
Dúvidas e mais informações: canteiro.artecontemporanea@gmail.com
Rua Purpurina, 434 - Sumarezinho
Ana Paula Cohen é curadora independente, editora e escritora. É doutora pelo Núcleo de Estudos da Subjetividade, PUC-SP, com tese intitulada: Reconstituição de um corpo de obra: arte, vida, museus e os diferentes modos de habitá-los. Em 2023, curou exposições como: Oração e Texto, de Thiago Honório (respectivamente na Galeria Luisa Strina e na Capela do Morumbi, em São Paulo), Libera Abstrahere, de Rodrigo Cass, na Fortes D'Aloia & Gabriel, além de organizar o livro monográfico de Cass, Libera Abstrahere, editado pela Cobogó. Cohen foi curadora residente no Center for Curatorial Studies, Bard College, Nova York, co-curadora da 28ª Bienal de São Paulo, e co-curadora do Encuentro Internacional de Medellín, na Colômbia. Entre outras exposições que curou estão: Embodied Archeology of Architecture and Landscape, no Tel Aviv Museum; On Cohabitation: films by Yael Bartana, no Banff Centre for the Arts, Canada; Cildo Meireles – inserciones en circuitos ideologicos (Museu de Antioquia, Medellín); Telling Histories – an Archive and Three Case Studies – with Contributions by Mabe Bethônico and Liam Gillick, no Kunstverein München, em Munique. Já publicou inúmeros ensaios e entrevistas sobre/com artistas como Mabe Bethônico, Yael Bartana, Lygia Clark, Yehudit Sasportas, Renata Lucas, Goldin & Senneby, Erick Beltrán, Jorge Macchi e Cildo Meireles. Foi professora visitante no mestrado do California College of the Arts, em San Francisco, diretora do Programa Bolsa Pampulha, em Belo Horizonte, e co-diretora do PIESP – Programa Independente da Escola São Paulo. Em 2017, fundou a pós-graduação em Estudos e Práticas Curatoriais, na FAAP. Ana Paula dirige o GOA – Grupo de Orientação Artística independente, com o artista Thiago Honório, desde 2016, e criou a Clínica Artística – interlocução individual semanal com artistas, focada em uma escuta extrapessoal e psicanalítica –, na qual atua desde 2019.
Thiago Honório (Carmo do Paranaíba, MG, 1979) é artista visual e professor, com bacharelado em Artes Plásticas pelo Instituto de Artes da UNESP, mestrado e doutorado em Artes Visuais pela Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo – ECA/USP, sob orientação de Sônia Salzstein. Desde 2006, é professor dos cursos de Artes Visuais do Centro Universitário Armando Alvares Penteado –FAAP. Desde 2016, co-dirige com  a curadora Ana Paula Cohen o Grupo de Orientação Artística – GOA.
Dentre as exposições individuais realizadas destacam-se Leituras (Biblioteca Mário de Andrade, São Paulo, 2024); Texto (Capela do Morumbi, São Paulo, 2023); Oração (Galeria Luisa Strina, São Paulo, 2023); Ópera (Piero Atchugarry Gallery / CAMPO AIR, Garzón, Uruguai, 2023); roçabarroca (Museu de Arte Moderna de São Paulo, 2020); Luzia (CAMPO AIR, Garzón, Uruguai, 2019); The Red Studio (International Studio & Curatorial Program – ISCP, Nova York, 2018/2019); Solo (Galeria Luisa Strina, São Paulo, 2017); Trabalho (Museu de Arte de São Paulo – MASP, 2016).
Em 2020, recebeu o Gulbenkian | AiR 351 Grant, de Lisboa/Cascais, Portugal. Em 2019, participou da residência artística CAMPO AIR em Garzón, Uruguai; e em 2018 recebeu o prêmio “Director’s Circle” do International Studio & Curatorial Program – ISCP, em Nova York; em 2016, integrou a 6a Bolsa Pampulha (Museu de Arte da Pampulha, Belo Horizonte); em 2015, recebeu o Prêmio Programa de Residência Artística do Paço das Artes (Paço das Artes, São Paulo); em 2013, participou do Programa de Residência Artística Red Bull Station, em São Paulo; e, em 2012, do Programa de Residência Artística da Cité Internationale des Arts, em Paris, pela FAAP.
Honório é autor dos livros DULCINÉIA (em colaboração com o coletivo Dulcinéia Catadora, 1ª edição 2017, 2ª edição 2018); Augusta (Ikrek, 2017) e {[( )]} (Ikrek, 2016). 
Recebeu o prêmio PROAC “Livro de artista” de 2015. Foi vencedor do Prêmio APCA/2023, na categoria Arte Contemporânea – Artes Visuais. Sua exposição individual Oração, com curadoria de Ana Paula Cohen, realizada em 2023 na Galeria Luisa Strina foi considerada “The Top Ten Shows Around the World in 2023” pela Revista Frieze.
É representado pela Galeria Luisa Strina.
Back to Top